Home / Destaque / Vindos de derrotas, Anderson Silva e Nick Diaz fazem história no UFC 183

Vindos de derrotas, Anderson Silva e Nick Diaz fazem história no UFC 183

Chegou a hora. Após mais de um ano longe do octógono – precisamente 398 dias –Anderson Silva fará o seu aguardado, e histórico, retorno ao octógono do UFC. Recuperado de uma grave fratura na perna esquerda na revanche contra Chris Weidman no UFC 168, o Spider tem pela frente um adversário polêmico, mas que vem demonstrando um respeito pouco comum em sua trajetória: Nick Diaz, que subiu do peso-meio-médio para o médio para enfrentar o brasileiro. Longe do octógono há bem mais tempo que Anderson Silva – não luta há exatos 685 dias – o americano vem, a exemplo de Anderson, de duas derrotas seguidas. Esse aspecto torna o UFC 183 o primeiro da história do evento em que os protagonistas da luta principal vêm de derrotas consecutivas.

encarada, Anderson Silva, UFC 183 (Foto: Evelyn Rodrigues)Anderson Silva faz seu retorno ao UFC após mais de um ano parado contra Nick Diaz (Foto: Evelyn Rodrigues)
encarada, Nick Diaz, UFC 183 (Foto: Evelyn Rodrigues)Nick Diaz disse saber que será duramente golpeado pelo Spider (Foto: Evelyn Rodrigues)

O UFC 183 acontece neste sábado, com transmissão ao vivo do Combate a partir de 21h30 (de Brasília). O Combate.com fará o acompanhamento de todos os detalhes em Tempo Real, incluindo programa especial ao vivo sobre a volta de Spider com a participação dos lutadores convidados Vitor Miranda e Elias Theodorou e do treinador Sérgio Cunha.

Se para muitos a volta de Anderson Silva vem cercada de ansiedade e expectativa, para o próprio lutador a luta contra Nick Diaz é mais um prazer que uma afirmação.

– Estou amarradão, na melhor “vibe” da minha vida. Estou feliz como se fosse a minha primeira luta no UFC. Fiquei muito tempo sem lutar, e consegui reorganizar meus pensamentos. Estou motivado de verdade, doido pra chegar a hora de fazer o que eu sei fazer, que é lutar – disse o lutador, que foi o protagonista do treino aberto da última quarta-feira, já que Nick Diaz não compareceu.

O americano, por sua vez, sabe que terá uma grande dificuldade pela frente. Bem ao seu estilo, Diaz surpreendeu ao dizer estar ciente de que “levará uma surra” qualquer que seja o resultado.

– As pessoas querem dizer que eu sou irresponsável, mas seria irresponsável eu entrar lá e levar uma surra, o que provavelmente vai acontecer independentemente (do que eu faça), vencendo ou perdendo, como em todas as lutas que já fiz.

Gastelum e Lineker não batem peso, mas confirmam presença no evento

encarada, John Lineker, UFC 183 (Foto: Evelyn Rodrigues)John Lineker falhou novamente na pesagem – foi a quarta vez em ito lutas (Foto: Evelyn Rodrigues)

Contrastando com a alegria de Anderson Silva, outro brasileiro teve mais uma noite ruim. O peso-mosca John Lineker falhou novamente na missão de bater o peso. Com 2kg acima do limite da categoria, o lutador foi multado em 30% de sua bolsa e recebeu de Dana White a notícia que passará a lutar entre os pesos-galos. Situação semelhante, mas mais grave aconteceu com o meio-médio Kelvin Gastelum. Após sofrer uma infecção estomacal e ser levado ao hospital, o lutador foi hidratado e ficou cerca de 4kg acima do peso. Mesmo assim, a sua luta contra Tyron Woodley está confirmada, mas Gastelum, que era visto como uma promessa dos meio-médios, também terá de subir de categoria, passando a lutar entre os médios.

De olho em nova disputa de cinturão, Thiago Pitbull encara Jordan Mein

Thiago Pitbull, MMA (Foto: Evelyn Rodrigues)Thiago Pitbull se mostra confiante para a luta contra Jordan Mein no UFC 183 (Foto: Evelyn Rodrigues)

Único brasileiro a já ter disputado o cinturão dos meio-médios do UFC, o cearense Thiago “Pitbull” Alves terá pela frente um desafio duríssimo: o canadense Jordan Mein. Com cartel de 29 vitórias e nove derrotas e vindo de 11 vitórias nas últimas 13 lutas, o lutador de apenas 25 anos é tido como um dos mais talentosos e frios da nova geração do UFC. Nada que assuste o experiente brasileiro, de 31 anos.

– Vai ser uma ótima luta, tanto para mim quanto para ele. Ele é considerado um dos melhores caras da categoria, o número 13 do mundo. Eu não estou no ranking pois fiquei um tempo parado e esqueceram de mim. É uma boa oportunidade para eu poder voltar e mostrar onde estou. É um moleque duro, experiente, mas nada que ele possa fazer comigo eu não já terei visto mil vezes dentro da academia ou no octógono.

Confira o card completo do evento:

UFC 183
31 de janeiro de 2015, em Las Vegas (EUA)
CARD PRINCIPAL
Peso-médio: Anderson Silva x Nick Diaz
Peso-meio-médio: Tyron Woodley x Kelvin Gastelum
Peso-leve: Joe Lauzon x Al Iaquinta
Peso-médio: Thales Leites x Tim Boetsch
Peso-meio-médio: Jordan Mein x Thiago Alves
CARD PRELIMINAR
Peso-galo: Miesha Tate x Sara McMann
Peso-médio: Ed Herman x Derek Brunson
Peso-mosca: Ian McCall x John Lineker
Peso-médio: Rafael Sapo x Tom Watson
Peso-pena: Diego Brandão x Jimy Hettes
Peso-médio: Rick Monstro x Ildemar Marajó
Peso-médio: Thiago Marreta x Andy Enz

About Luiz Martins

Leave a Reply

Powered by Dragonballsuper Youtube Download animeshow